Seis Coisas Que devia Ler No Supervisionamento De Mídia

27 Nov 2018 13:40
Tags

Back to list of posts

[[image https://media.istockphoto.com/vectors/social-network-vector-id619515192"/>

<h1>Jovem Circunst&acirc;ncia Revolta Pela Web Ap&oacute;s Fazer Ensaio Com O Foco Escravid&atilde;o O Dia</h1>

<p>De todas as faixas et&aacute;rias, no Brasil o suic&iacute;dio&eacute; mais comum entre aqueles com 65 a 70 anos. Uma das raz&otilde;es est&aacute; pela perda do significado de exist&ecirc;ncia depois que a pessoa para de trabalhar. Considerando que a na&ccedil;&atilde;o envelhece num ritmo muito rapidamente do que o das na&ccedil;&otilde;es montadas, essa charada exige cuidados. Matilde Azevedo, consultora da Lee Hecht Harrison e que trabalha com recoloca&ccedil;&atilde;o de executivos h&aacute; mais de duas d&eacute;cadas, percebe que os assessorados acima dos 60 anos t&ecirc;m novas d&uacute;vidas al&eacute;m do desejo de se recolocar.</p>

<p>“Alguns chegam sem preparo para este momento da vida e se chocam ao perceber que o mercado n&atilde;o vai mais absorv&ecirc;-los devido a da idade”, diz. Sem uma vis&atilde;o de futuro, diversos resolvem dar um t&eacute;rmino ao desgosto. A cartilha de precau&ccedil;&atilde;o de suic&iacute;dios, do Centro de Valoriza&ccedil;&atilde;o da Exist&ecirc;ncia, alerta que a fatalidade geralmente ocorre tr&ecirc;s meses depois da transforma&ccedil;&atilde;o do estado ligeiro para o inativo.</p>

<p>A maioria dos idosos que se suicidam s&atilde;o homens, segundo o Relat&oacute;rio Global para Precau&ccedil;&atilde;o do Suic&iacute;dio da Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de. A solid&atilde;o e o isolamento social est&atilde;o entre os principais fatores. E, em tempo de recess&atilde;o, esse tipo de morte se intensifica. “Esse &eacute;, sem sombra de d&uacute;vida, um novo est&iacute;mulo pra &aacute;rea de recursos humanos”, diz Renato Bernhoeft, coautor do livro Longevidade (Editora Aurora) e presidente da H&ouml;ft, consultoria de altera&ccedil;&atilde;o de gera&ccedil;&otilde;es. Para ele, o RH ainda n&atilde;o aborda essa pergunta com o devido discernimento.</p>

<p>“Em v&aacute;rias organiza&ccedil;&otilde;es, o termo ‘vestir a camisa’ &eacute; insuficiente, as pessoas s&atilde;o ‘tatuadas’. O empregado se alimenta de tudo que a organiza&ccedil;&atilde;o oferece — status, benef&iacute;cios —, e no momento em que isto se perde de maneira abrupta, &eacute; como se ele virasse um ex, e isto &eacute; dram&aacute;tico”, reitera Bernhoeft. N&atilde;o deve ser dessa maneira.</p>

<p>&Eacute; hora de o l&iacute;der de gest&atilde;o de pessoas assumir teu papel mais humano, tendo consci&ecirc;ncia de como a aposentadoria influencia os profissionais. Segundo os especialistas, a organiza&ccedil;&atilde;o tem muito a receber quando contribui os funcion&aacute;rios por esse tempo de altera&ccedil;&atilde;o. “Al&eacute;m de ser uma d&uacute;vida de respeito e considera&ccedil;&atilde;o, assim como &eacute; poss&iacute;vel planejar melhor a sucess&atilde;o e abrir espa&ccedil;o para que pessoas quer subir pela carreira”, diz Jos&eacute; Augusto Minarelli, diretor executivo da Lens &amp; Minarelli, consultoria de transi&ccedil;&atilde;o de carreira. “Quando a aposentadoria acontece de uma hora pra outra, tende a ser assimilada como uma demiss&atilde;o”, anuncia Minarelli, e isso raz&atilde;o preju&iacute;zo emocional n&atilde;o s&oacute; no sujeito por&eacute;m bem como em todo o quadro de trabalhadores. Uma dica &eacute; estipular uma data-limite pra aposentadoria de maneira aberta e transparente.</p>

<p>Outro benef&iacute;cio para o neg&oacute;cio &eacute; a transfer&ecirc;ncia de infos. “Por mais que existam dispositivos para marcar a compreens&atilde;o adquirido, enorme fra&ccedil;&atilde;o do tema ainda est&aacute; na cabe&ccedil;a das pessoas”, diz Minarelli. Os RHs poderiam combinar com o futuro aposentado uma troca: a empresa socorro na mudan&ccedil;a para o p&oacute;s-carreira e ele retribui treinando seu subcessor.</p>
<ul>
<li>O que &eacute; Inbound Marketing</li>
<li>Forma&ccedil;&atilde;o de tr&aacute;fego por email</li>
<li>A insist&ecirc;ncia que voc&ecirc; empreende pra fazer estas atividades darem correto</li>
<li>1 O in&iacute;cio</li>
<li>4 - Crie e Envie o Sitemap para o Google</li>
<li>3 - Elas ajudam a manter as criancinhas saud&aacute;veis</li>
</ul>

<p>Pra Renato Bernhoeft, da H&ouml;ft, &eacute; significativo que as institui&ccedil;&otilde;es tenham um plano de p&oacute;s-carreira estruturado. “Muitas vezes, essa pergunta costuma ser colocada na especialidade de proveitos, entretanto a abordagem deveria ajudar as pessoas a construir um projeto de vida”, diz. Cabe ao RH cuidar essa pr&aacute;tica da mesma forma com que lida com processos de treinamento e sele&ccedil;&atilde;o. A fabricante de caminh&otilde;es Volvo e a seguradora Mapfre s&atilde;o exemplos de grandes companhias que investiram num programa de p&oacute;s-carreira com vi&eacute;s mais espa&ccedil;oso, al&eacute;m das acess&iacute;vel palestras de planejamento financeiro.</p>

<p>H&aacute; dois anos, o Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, com 6? 000 funcion&aacute;rios, adotou em sua matriz, em S&atilde;o Paulo, um programa pra favorecer os profissionais a pensar sobre a exist&ecirc;ncia de aposentados. “Temos pessoas com bastante tempo de casa e elas se esquecem de imaginar no futuro porque descobrem que a organiza&ccedil;&atilde;o cuidar&aacute; delas eternamente, entretanto essa n&atilde;o &eacute; a rea&shy;lidade”, diz Cynthia Betti, diretora de recursos humanos. Depois de conversar com o p&uacute;blico-alvo, o RH trocou o nome de programa de prepara&ccedil;&atilde;o pra aposentadoria para p&oacute;s-carreira. Sem demora, a iniciativa envolve funcion&aacute;rios a partir dos quarenta anos de idade e foca em tr&ecirc;s pilares: propriedade de exist&ecirc;ncia (com dicas de sa&uacute;de e exerc&iacute;cios), planejamento financeiro e projeto de exist&ecirc;ncia (com perguntas a respeito do prop&oacute;sito de cada um). O programa tem dura&ccedil;&atilde;o de 2 dias, contudo a organiza&ccedil;&atilde;o assim como d&aacute; coaching individual pra contratados de idade avan&ccedil;ada — com mais anos de moradia e pouco tempo pra se aprontar.</p>

<p>“Quando come&ccedil;amos o projeto, faz&iacute;amos tr&ecirc;s palestras de 2 horas cada uma, mas vimos que era preciso aprofundar esses temas”, diz Cynthia. Em 2017, a ideia &eacute; aumentar o programa para as unidades S&atilde;o Carlos e Franca. No Grupo Volvo da Am&eacute;rica Latina, a primeira iniciativa de aposentadoria foi desenvolvida h&aacute; 20 anos, e revisado h&aacute; treze anos. A corpora&ccedil;&atilde;o estabelece a sa&iacute;da compuls&oacute;ria do profissional ao completar 60 anos de idade.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License